sexta-feira, 22 de fevereiro de 2008

Parte do livro que comecei a escrever _Felicidade_
Felicidade
“Veja o que diz Aristóteles sobre a felicidade – ele começa reconhecendo que o objetivo da vida não é a bondade pela bondade, mas a felicidade. “Porque escolhemos a felicidade por ela mesma, e nunca com vistas a qualquer coisa além dela; ao passo que escolhemos a honra, o prazer, o intelecto (...) Porque acreditamos que através destas coisas seremos felizes. Mas ele percebe que chamar a felicidade de bem supremo é um mero truísmo (verdade banal, evidente); o que se quer é uma explicação mais clara da natureza da felicidade e o caminho para chegar até ela. Ele espera encontrar esse caminho perguntando em que ponto o homem difere de outros seres; e presumindo que a felicidade do homem estará no pleno funcionamento dessa qualidade especificamente de raciocínio; é por isso que ele ultrapassa e governa todas as outras formas de vida; e como o desenvolvimento dessa faculdade lhe deu a supremacia, assim também, podemos presumir, a evolução da faculdade lhe dará a realização e a felicidade”.

Não poderia ser outra a não ser você a escolhida entre milhares.

Casal mimito ou tradicionalmente 20

Tropa de Elite
trio parada dura


O bacamart já esta sendo polido para afugentar os mais ousados.

Mikael Calebe o menino mais lindo do Mundo

video

Nos finais de tarde, tarzan era um dos meus seriados preferidos.

SALMO 1:1-5 BEM-AVENTURADO o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores.
Antes tem o seu prazer na lei do SENHOR, e na sua lei medita de dia e de noite.
Pois será como a árvore plantada junto a ribeiros de águas, a qual dá o seu fruto no seu tempo; as suas folhas não cairão, e tudo quanto fizer prosperará.
Não são assim os ímpios; mas são como a moinha que o vento espalha.
Por isso os ímpios não subsistirão no juízo, nem os pecadores na congregação dos justos.